BLOG
as últimas novidades sobre o Grupo STK

  • Quinta, 12 de Julho de 2018

  • 3 dicas para entender a inovação exponencial

  • O site da Associação Brasileira das industrias de Calçados(Abicalçados) informa:

    "Uma simples inversão de palavras e uma revolução completa na maneira como nos desenvolvemos até aqui como civilização. Para o engenheiro, professor e fundador da WTF! School, Felipe Menezes, diferente do que muitos acreditam, não vivemos uma Era de mudanças, e sim uma mudança de Era, transformação  que vai marcar a história da humanidade. Ele foi um dos palestrantes do SNIC 2018 e gravou um vídeo exclusivo para Abicalçados com três dicas para entender o processo de inovação exponencial pelo qual passamos. Afinal, como dito pelo palestrante, o melhor de passar por esse período intenso de transformações é poder moldá-lo da melhor forma possível, utilizando as tecnologias a nosso favor.

    Menezes diz que as mudanças exponenciais não devem nos assustar, devem servir de motivação para mergulhar nesse ambiente, pois quem sair na frente também estará mais preparado no futuro. Também não é preciso se assustar com a velocidade desse processo. Ninguém vai saber tudo, e no momento que souber, provavelmente, já surgiu algo novo. Por fim, ele chama atenção para a necessidade de proatividade nesse momento, de fazer a inovação acontecer.
     
    Na palestra, o professor listou as principais tendências que nortearão essa mudança de era: mais acesso, menos posse, ou seja, pessoas buscam mais a experiência do que o produto em si; cultura maker, todos podemos criar e queremos ter acesso às ferramentas para isso; cocriação, o indivíduo fortalecido pelo coletivo; e conexão em redes, mundo cada vez mais interligado.
     

    O SNIC é um evento da Abicalçados que, nesta edição, ocorreu no dia 13 de junho, na Unisinos, em São Leopoldo/RS. Saiba mais sobre o evento em www.abicalcados.com.br/snic e fique por dentro com as próximas dicas."

    Referências:“3 dicas para entender a inovação exponencial”.Disponível em:”http://www.abicalcados.com.br/noticia/primeiro-semestre-registra-recuo-nas-exportacoes-de-calcados” Acesso em: 12 de julho de 2018.

     

  • Postado por: TI - STICKFRAN

  • Tags: Novidades, Tendências,


  • Segunda, 09 de Julho de 2018

  • Primeiro semestre registra recuo nas exportações de calçados

  • O site da Associação Brasileira das industrias de Calçados(Abicalçados) informa:

    "Os problemas na competitividade para o calçado brasileiro no exterior ficaram mais evidentes com a crise brasileira. Dados elaborados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) apontam que no primeiro semestre as exportações caíram 6,7% em volume (de 59,36 milhões para 55,37 milhões de pares) e 7,9% em receita (de US$ 528,7 milhões para US$ 486,9 milhões) no comparativo com igual período de 2017. Segregando o mês seis, foram embarcados 8,6 milhões de pares por US$ 86,6 milhões, quedas de 15,5% e de 0,9%, respectivamente, em relação a junho do ano passado.

    Para o presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein, o fato não surpreende, já que está sendo verificado um arrefecimento das exportações desde abril. “A crise econômica brasileira e seu viés político afetou diretamente o setor, por conta das oscilações abruptas no câmbio e também fatores políticos, como a paralisação registrada em maio e que causou desabastecimento de insumos na indústria”, comenta, ressaltando que, no início do ano, a perspectiva era muito mais positiva. “As incertezas brasileiras não permitem qualquer prognóstico, muito menos positivo”, lamenta, ressaltando que, se tiver alguma recuperação – por conta da participação nas feiras internacionais do segundo semestre -, ela só será sentida nos últimos meses do ano ou início de 2019. “A maior parte das vendas de primavera-verão, ponto forte das exportações brasileiras, já foram negociadas e não notamos melhora nos índices”, avalia o executivo.
     
    Destinos
    O principal destino do calçado brasileiro no primeiro semestre foi a Argentina. No período, os argentinos compraram 5,5 milhões de pares por US$ 76,4 milhões, altas de 30,6% em volume e de 18,2% em receita no comparativo com igual ínterim de 2017. O segundo destino foi os Estados Unidos, para onde foram embarcados 5 milhões de pares por US$ 75,2 milhões, alta de 10% em volume e queda de 21,6% em receita em relação ao ano passado. O terceiro posto do período foi a França, que importou 3,5 milhões de pares por US$ 30,2 milhões, altas de 40,3% e 9,8%, respectivamente, no comparativo com igual período de 2017.
     
    Origens
    Nos seis primeiros meses do ano o Rio Grande do Sul foi o principal exportador de calçados. Respondendo por quase 45% do valor gerado pelos embarques brasileiros, os calçadistas gaúchos embarcaram 13,4 milhões de pares por US$ 217,9 milhões, quedas de 0,4% em volume e de 2% em divisas no comparativo com período correspondente de 2017. A segunda origem do calçado exportado foi o Ceará, que no primeiro semestre embarcou 22 milhões de pares por US$ 124,7 milhões, quedas de 1,4% e de 3,4%, respectivamente. O terceiro exportador do período foi São Paulo, que comercializou 3,5 milhões de pares por US$ 53,8 milhões, quedas de 16% e de 12% na relação com os seis meses do ano passado.
     
    Importações
    Movimento inverso fizeram as importações de calçados. No primeiro semestre entraram no Brasil 15,2 milhões de pares pelos quais foram pagos US$ 183 milhões, altas tanto em volume (16,8%) como em valor (5,2%) no comparativo com o mesmo período do ano passado. Somente no mês passado foram importados 2 milhões de pares por US$ 29,6 milhões, altas de 18,6% e de 6,2% em relação a junho de 2017.
     
    As origens seguem sendo os países asiáticos. Vietnã (6 milhões de pares e US$ 101,3 milhões, altas de 13,4% e de 5,8%, respectivamente), Indonésia (1,9 milhão de pares e US$ 32 milhões, quedas de 3,4% e de 3,8%) e China (5,8 milhões de pares e US$ 22,2 milhões, altas de 38% e de 26,6%) encabeçam o ranking.
     
    Em partes de calçados – cabedais, solas, saltos, palmilhas etc – a importação chegou a US$ 28,8 milhões, 46% mais do que no primeiro semestre de 2017. As principais origens foram China, Vietnã e Paraguai."

    Referências:“Primeiro semestre registra recuo nas exportações de calçados”.Disponível em:”http://www.abicalcados.com.br/noticia/primeiro-semestre-registra-recuo-nas-exportacoes-de-calcados” Acesso em: 09 de julho de 2018.

     

     

  • Postado por: TI - STICKFRAN

  • Tags: Novidades,


  • Sexta, 06 de Julho de 2018

  • 3 dicas de como a Inteligência Artificial pode ajudar a sua empresa

  •  
    O site da Associação Brasileira das industrias de Calçados(Abicalçados) informa:
     
    "O crescimento do e-commerce, especialmente o mobile, tem gerado uma vasta gama de possibilidades de interação com o consumidor, especialmente por meio das ferramentas de Inteligência Artificial. O tema foi trazido pelo executivo líder da área de Soluções de Indústria para os mercados de Varejo e Indústrias de Bens de Consumo da IBM Brasil, Enio Garbin, ao SNIC 2018. 
     
    Para Garbin, o recurso “empodera” a comunicação humana, tornando-a mais eficaz e gerando maior engajamento e fidelização. Na palestra realizada no SNIC, o executivo citou exemplos como o da 1800-Flowers, empresa multinacional norte-americana especializada na venda de presentes, que entendeu que um dos maiores desafios quando se vai comprar um presente é a escolha do mesmo. Desta forma, a marca criou ferramenta de Inteligência Artificial para auxiliar na hora da compra dos presentes, de acordo com os dados do presenteado. No setor calçadista, o profissional destacou o case de um grande varejista europeu que utiliza da Inteligência Artificial para formar looks possíveis com o calçado pretendido em uma plataforma digital. 
     
    No vídeo ao lado, o profissional falou sobre a importância do uso das ferramentas de Inteligência Artificial disponíveis para o incremento dos negócios. 
     
    O SNIC é um evento da Abicalçados que, nesta edição, ocorreu no dia 13 de junho, na Unisinos, em São Leopoldo/RS. Saiba mais sobre o evento em www.abicalcados.com.br/snic e fique por dentro com as próximas dicas. "
     

    Referências:“3 dicas de como a Inteligência Artificial pode ajudar a sua empresa”.Disponível em:”http://www.abicalcados.com.br/noticia/3-dicas-de-como-a-inteligencia-artificial-pode-ajudar-a-sua-empresa” Acesso em: 06 de julho de 2018.

     

     

     

  • Postado por: TI - STICKFRAN

  • Tags: Novidades,


1 2 3 4 5 >  >>
  • BUSCA
  • ARQUIVO