BLOG
as últimas novidades sobre o Grupo STK

  • Quinta, 18 de Agosto de 2011

  • Senai Mix Design – Grupo Stickfran presenteia ganhadores

  •  

    A 1ª Semana Senai Mix Design, aconteceu entre os dias 9 e 12 de agosto na Escola Senai Márcio Bagueira Leal, em Franca.
    O Evento que contou com palestras, workshop, exposição e o lançamento do DVD multimídia de tendências Senai Mix Design - Outono/Inverno 2012.
    Durante a semana, renomados profissionais através de palestras, apresentaram informações sobre comportamento, produto e mercado, contribuindo para difundir a cultura das atividades de moda e design.
    Também participaram do lançamento o presidente da Fiesp e do Senai-SP, Paulo Skaf, além de diretores das entidades e cerca de 300 empresários e profissionais do setor de calçado e moda.
    O Grupo Stickfran, que sempre incentivou o uso do design como diferencial competitivo para a indústria calçadista, premiou os vencedores do Workshop com um iPad 3G para cada categoria.
    Os vencedores foram:
    Categoria Masculino - Samuel Lucas Siqueira (Calçados Democrata)
    Categoria Feminino - Giordano Bruno Ferro Neto (Impec).



    O gerente de Inovação e Tecnologia do Senai-SP, Osvaldo Lahoz Maia, e o diretor
    do Grupo Stickfran, Renato Raimundo, entregaram os prêmios (troféu e iPad) aos
    vencedores das categorias Calçado Masculino e Calçado Feminino.

     

  • Postado por: Alex

  • Tags: StickFran, Novidades, Tendências, Franca, Senai,


  • Sexta, 01 de Julho de 2011

  • Franca entra na disputa por venda de 70 mil pares de sapato por ano

  •  

    A Marinha do Brasil está em busca de novos fornecedores de calçados para atender à demanda de 70 mil pares por ano. Os sapatos serão usados pelos marinheiros. Dois oficiais do órgão se reuniram com a direção do SindiFranca (Sindicato da Indústria de Calçados de Franca), na Francal, para convidar as fábricas da cidade para entrarem no processo licitatório. O sindicato estima que o negócio poderá render cerca de R$ 3,5 milhões e prometeu ajudar a divulgar o convite.

    Representantes da Marinha concluíram que a qualidade do calçado atende a suas necessidades e foram a Franca, no começo do mês, explicar a empresários do setor como funciona o processo de licitação. Na terça- feira, o capitão de fragata Willy de Souza Lieberenz, e o contra- almirante, José Ricardo Campos Vieira, responsáveis pelo setor de abastecimento da Marinha, se reuniram com o presidente do Sindifranca, José Carlos Brigagão do Couto, para reforçar a disposição de manter negócios com as empresas francanas. “A Marinha está interessada em comprar os calçados de Franca. Os nossos produtos atendem às necessidades deles. Inclusive, já nos passaram as especificações técnicas e detalharam o que precisam. É um novo mercado que está se abrindo e vamos nos empenhar para que tudo dê certo”, disse Brigagão.

     

     

    As indústrias de calçados não têm o costume de participar diretamente de licitações. Com isto, os órgãos do governo acabam comprando os produtos de representantes que atuam como intermediários. Em consequência, pagam mais caro por algo que nem sempre atende às necessidades. Os recentes contatos com as empresas francanas, principal polo produtor de calçados masculino do País, têm a finalidade de evitar a ação de atravessadores. “O interesse da Marinha é se aproximar e ter um contato direto com a indústria de Franca. Eles acreditam que é possível fazer negócio com a gente. Seremos a ponte e vamos ajudar as fábricas a se preparar para que sejam bem sucedidas no processo de licitação. De repente, também poderemos entrar na briga para fornecer para o Exército e para a Aeronáutica”, disse Ana Tereza Arruda Rocha, Gerente de Negócios do SindiFranca.

     

    A Marinha abrirá licitação para comprar modelos variados de coturno, sapatos sociais e tênis. Em 2010, comprou 70 mil pares. O sindicato acredita que lote semelhante seja licitado até o fim do ano. “O montante não é adquirido tuodo de uma vez. Na medida em que vai precisando, a Marinha passa os pedidos para a empresa. Em função da qualidade do produto, da tradição e do nosso know how, acredito que as empresas de Franca têm grandes chances de se tornarem fornecedores da Marinha”, disse Ana Tereza.

     

    Fonte: Portal GCN

    Autor: Edson Arantes / Função: Repórter

    Foto(s): Oliver Moretto / Comércio da Franca

  • Postado por: Alex

  • Tags: Franca,


  • BUSCA
  • ARQUIVO