BLOG
as últimas novidades sobre o Grupo STK

  • Quarta, 30 de Agosto de 2017

  • Queda de 5,9% na China

  • O site da  Associação Brasileira das indústrias de calçados de informa :A produção mundial de calçados se manteve estável em 23 bilhões depares nos últimos dois anos. Porém, a participação da China neste montante, que aumentou de forma sustentada nas últimas três décadas, atingiu o pico em 2013 (62,9%) e, desde então, teve uma queda da ordem de 5,9% no ano passado. Essa redução, apontada pelo World Footwear Yearbook 2017,7' edição do relatório elaborado pela Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes e Artigos dePeles e seus Sucedâneos (Apiccaps), divulgado no dia 31 de julho, corresponde a 770 milhões de pares. 

    Na análise do consultor internacional de empresas e articulista do Jornal Exclusivo, Luís Coelho, o continente asiático não perdeu participação na produção mundial de calçados, mantendo próximo a 86% sua fatia no mercado global. "Isto demonstra que os volumes perdidos pela China foram absorvidos pelo Vietnã, Indonésia, Tailandia, Índia, Turquia e Bangladesh, entre outros." 

    Mão de obra, meio ambiente e leis trabalhistas no foco
    Para Marcos Lélís, economista e professor do Programa de Pós-Graduação em Economia da Unisinos e consultor da Abicalçados, esta redução da produção chinesa de calçados está atrelada a três fatores primordiais: custo de mão de obra, questões ambientais e direitos trabalhistas. "Os países vão se desenvolvendo e, em tese, a mão de obra tende a ficar mais cara. Ao mesmo tempo, a indústria calçadista chinesa tem um grande passivo ambiental, que muitas vezes é enviado para outros países asiáticos. Também tem-se a consolidação das leis trabalhistas. 

    São movimentos que já vêm ocorrendo nos últimos 40 anos", pondera. Apesar da queda na produção, a China mantém sua hegemonia nas exportações. O World Footwear Yearbook demonstra que a participação dela no volume exportado corresponde a 67,3%, enquanto o segundo colocado, o Vietnã, exporta menos do que 10%. Na última década, Coelho acrescenta que as exportações mundiais de calçados atingiram os 13,9 bilhões depares, totalizando US$ 122 bilhões, correspondendo a uma alta de 25% em volume e de 78% em valor, respectivamente. No entanto, nos últimos dois anos, as vendas externas caíram 6% em volume e 8% em valor.

    Referências:Abicalçados.Queda de 5,9% na China, 2017. Disponível em:<  http://www.abicalcados.com.br/noticia/queda-de-5-9-na-china  > Acesso em: 30 de agosto de 2017.

     

  • Postado por: TI - STICKFRAN

  • Tags: Novidades, Notícia,


  • Terça, 29 de Agosto de 2017

  • Acordo Mercosul - Colômbia promete intensificar exportações

  • Foi assinado, no dia 21 de julho, o acordo Mercosul-Colômbia, que reduzirá a zero as tarifas de exportação para a Colômbia de todos os itens da cadeia têxtil e de confecção, trazendo novas perspectivas para a relação comercial entre os países do bloco econômico. O acordo de livre comércio promete beneficiar as exportações brasileiras para a Colômbia, que é um dos sete países-alvo no biênio 2017/2019 do Texbrasil – Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira, resultado de uma parceria entre a Abit e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

    A Colômbia sempre ocupou um lugar de destaque nas ações da produtora de índigo e brins Vicunha Têxtil, que desde 2002 participa da Colombiatex com o apoio do Texbrasil e, atualmente, conta com escritório comercial e showroom na cidade de Medellín, para atender mais diretamente os mercados regionais do país. O gerente de exportação da Vicunha, José Otavio de Souza, revela que a perspectiva é de crescimento. "A retirada desse imposto contribuirá para que nossos produtos fiquem mais competitivos e acreditamos que poderemos aumentar nosso market share. Estaremos atentos a outras ações que permitam capitalizar o crescimento de nossa participação nesse mercado de quase 50 milhões de habitantes”, comenta.

    Referências:ASSINTECAL. Acordo Mercosul - Colômbia promete intensificar exportações, 2017. Disponível em:< http://www.assintecal.org.br/noticia/acordo-mercosul-colombia-promete-intensificar-exportacoes > Acesso em: 29 de agosto de 2017.

  • Postado por: TI - STICKFRAN

  • Tags: StickFran, Novidades, Tendências, Notícia,


  • Segunda, 28 de Agosto de 2017

  • Febrac começa nesta terça-feira, dia 29

  • O site exclusivo publicou uma noticia sobre a Febrac de Nova Serrana/MG, acompanhe a noticia: "A 20ª Fenova, em Nova Serrana/MG, foi de bons negócios, na avaliação da maioria dos participantes. Após encerrar o evento, em que mais de 200 marcas apresentaram seus lançamentos para o verão 2018, o foco da organização, agora, é a 11ª Feira de Máquinas e Componentes para Calçados (Febrac). De 29 a 31 de agosto, o Centro de Convenções de Nova Serrana/MG será o palco para o evento, que conta com novidades para máquinas e materiais para indústria de calçados.

    Para o presidente do Sindinova, Pedro Gomes da Silva, o evento é uma oportunidade para fomentar investimentos no município. “Planejamos uma feira diferente de tudo o que já fizemos. Esperamos que as indústrias prestigiem os expositores na hora de adequar seu maquinário”, aponta."

    Referências:Exclusivo. ACLE: Febrac começa nesta terça-feira, dia 29, 2017. Disponível em:< http://www.exclusivo.com.br/_conteudo/2017/08/negocios/213711-febrac-comeca-nesta-terca-feira-dia-29.html> Acesso em: 28 de agosto de 2017.

     

  • Postado por: TI - STICKFRAN

  • Tags: Feiras, Notícia,


<<  < 56 57 58 5960 61 62 63 64 >  >>
  • BUSCA
  • ARQUIVO